OBRIGADO ZÉ PEDRO

O Zé Pedro deixou-nos e além da sua música, para mim, vai ficar para sempre a sessão fotográfica que fizemos para o The Man Issue. Ainda não conhecia pessoalmente o Zé, mas amigos em comum deram-me o seu contacto e após uma grande dose de coragem liguei para ele e, passado uns dias, estávamos a tomar café e a explicar-lhe o conceito do projecto. Gostaria que interpretasse uma figura de cinema com a qual se identificasse e propus logo o universo dos piratas. Olhou para mim e respondeu logo que sim com o ar de um miúdo que é apanhado numa travessura.

O Zé apareceu no meu estúdio numa segunda feira por volta 19h, após ter estado com os Xutos e Pontapés a gravar para o novo álbum de inéditos. O guarda roupa estava no camarim e decidi-mos que para a imagem pretendida estaria vestido metade “Master and Comander” e metade Xutos e Pontapés. Iniciamos a sessão e o seu carácter, a sua imagem icónica de rock star e irreverência ficaram logo marcadas em cada fotograma. Tenho a sorte de fotografar pessoas e nas sessões fotográficas sei precisamente o momento em que consigo a imagem pretendida e com o Zé foi no final da sessão quando, numa atitude magnifica de perdedor e longínquo, consegue a imagem que viria a ser a capa do meu livro.

-“Lembrei-me do meu Pai que era militar…”, respondeu com um rosto nostálgico.

Após ter fotografado todos os convidados para o projecto estava perante o processo mais difícil e ingrato, a escolha da capa. As imagens de todos lado a lado e a fotografia do Zé ganhava uma vida própria, lembrei-me da sua timidez, humildade e entrega, algo próprio de quem partilha o mundo e a escolha surgiu naturalmente.

Obrigado Homem do Leme…